Archive for Fevereiro, 2012

Fevereiro 13, 2012

(13)

onde estás? sai desse teu sonho e vem comigo!
tenho saudades tuas. tenho saudades desse teu sorriso que fazes quando não queres dizer que me amas.onde estás? quando preciso ouvir o telefone tocar. quando o silêncio rompe o que nas nuvens ouço gritar e o sol canta uma canção de amor. preciso de te ouvir. não me deixo levar. só contigo. onde estás? quero ouvir aquele ‘amo-te muito’. deixa-me ouvir os teus olhos. na melancolia da noite. quando só há cães a passear nas ruas. estou sozinho. onde estás? é a tua gargalhada que eu ouço ao longe. para lá dos meus sonhos. para além do que o meu coração alcança. o meu coração sofre. perto de mim e do meu mundo. que sou eu e mais ninguém. vem! nem que seja para te ver passar, sem deixar rasto. a desaparecer por entre a multidão desse teu sonho. onde estás? quando a minha cabeça estala de dor e fecho os olhos. dá-me a tua mão, nem que seja por um segundo. quero abrir os olhos e ver-te só a ti. a olhar para mim. onde estás? não sentes que estou a morrer. apaga-me este cigarro que eu não quero fumar. ocupa os meus lábios, nem que seja a conversar. olha para aqui! vê esta borboleta que poisou na minha mão! quero mostrar-te as suas asas. tem a cor dos nossos sonhos. teremos nós os nossos sonhos? onde estás? quando a madrugada cai sobre mim e eu sufoco na aflição da noite. foi este céu negro que te levou? que te escondeu? sai detrás dessa estrela! vem brilhar só para mim! morde os lábios! mas beija-me antes! se quiseres. se não quiseres, deixa-me ser eu a beijar-te. fecha os olhos e agarra-me contra ti! eu não fujo. não fujas também. onde estás? leva-me contigo! no pensamento, no coração, nos cotovelos…tanto faz. onde estás? deixa a minha solidão adormecer nos teus braços. não me deixes cair! de rastos já eu estou.’

Image

Anúncios